Travessa Douglas Adams

Travessa Douglas Adams esta na ZZ9 Plural Z Alpha

“Em vida e em seus livros sempre utilizou o fato, de forma muito humorada. Como o destino faz com que a vida se transforme de uma maneira totalmente inesperada e inexplicável. O contrário do que você tinha como certo acontecer. Nada mais natural que o nome dele fosse homenageado em um local tão distante e inesperado como uma Travessa em São José. Razão pela qual apresentamos o presente Projeto de Lei. Solicitando a sua aprovação.” Assim começou o pedido para colocar o Nome do nosso querido escritor Douglas Adams como nome da…

Continue lendo “Travessa Douglas Adams”

As pontes de Toko-Ri: De volta a Guerra da Coreia

Um Banshee, na dificil tarefa depousar em um porta avõe
Esta semana acabei de terminar o quarto volume de Game of Thones, um livro muito extenso e complexo, então antes de partir para os próximos volumes queria uma coisa mais simples e próxima da realidade atual. Então parti para o livro As Pontes de Toko-Ri, escrito por James A. Michener, novelista famoso nos anos 70/80 por suas adaptações historias bem embasadas. Continue lendo “As pontes de Toko-Ri: De volta a Guerra da Coreia”

Dia da toalha

Mochileiro das galaxia, minha copia de 1999

Dia 25 de maio é o #Diadatoalha, e também o dia do #OrgulhoNerd, neste dia se homenageia Douglas Adams e sua obra, uma trilogia de 5 livros+1, usando o item essencial para um mochileiro intergalático, uma toalha, sim uma simples mas de infinitas utilidades toalha, não vou enumerar aqui, que  alguém vai pensar em mais uma utilidade. 

Não conece a obra seu strag? São eles O Mochileiro das galáxias, O restaurante do fim do universo, vida, universo e sabe lá o que mais,  Até mais valeu o peixe e Praticamente inofensiva plus o apócrifo E tem outra coisa… escrito pelo Eoin Colfer  que continua o universo do HHGG*

Continue lendo “Dia da toalha”

Seção de cinema Philip K Dick: Total Recall

We can remember it for you wholesale

Há muito tempo queria ler o conto “We Can Remember It For You Wholesale” para poder comparar com a versão que passou no cinema, Total Recall 1990 (o vingador do futuro*) e  nova versão Total Recall de 2012 (O Vingador do Futuro Br*, Desafio Total Pt**).

Por muitos anos fiquei imaginado como seria o texto original e os seus desdobramentos, mas infelizmente em um conto de 30 paginas, não se pode esperar um desdobramento mais profundo, mas o espirito da ficção que se passa muito além das naves e lasers, e mergulha dentro da mente humana é uma das características dos livros e contos de Dick, este conto  você encontra no livro Realidades Adaptadas da Aleph, juntamente com outros que já foram adaptados para o cinema.

Continue lendo “Seção de cinema Philip K Dick: Total Recall”

Seção de cinema: Philip K. Dick: Adjustment team

adjustement team

Se você já ouviu falar de Blade Runner, deve ter uma noção de quem é Philip K Dick, o melhor autor de ficção cientifica não espacial, é isso mesmo, para que viajar no espaço se os maiores mistérios se escondem dentro da mente humana? então vamos ao primeiro filme.

Não vou começar pelo clássico Blade Runner, e sim por um filme que passou um pouco despercebido Adjustment bureau, ou em português Os Agentes do Destino (2011), baseado no conto Adjustment team, que juntamente com outras pequenas estórias você encontra no livro “Realidades Adaptada” da editora Aleph.

Continue lendo “Seção de cinema: Philip K. Dick: Adjustment team”

O Russo

O Russo ( o verdadeiro)

Estava devendo essa resenha no meu site a mais de dois meses, mas aguardava o momento certo e um  tempinho adicional já que meu querido site foi democraticamente proibido na internet chinesa do meu trabalho, dificultando o processo criativo, (e em casa a culpa é do viciante Battlefield 3). Primeiramente  vou falar um pouco do autor do livro “O Russo” que não tem nada a ver com o Russo da novela Salve Jorge, Continue lendo “O Russo”

Um milhão e 7 bilhões

1 milalhao de milhas x 7 bilhoes de pessoasRecente mente dois posts do B9 e do Giz, me fizeram pensar. Não que isso seja difícil, mas isso esta cada vez mais sendo evitado quando se fala em atitudes para o futuro, já que é  bem mais pratico ficar na sua realidade mundana, ou viajar nas horas vagas para um futuro apocalíptico em que por sua vez reduz drasticamente o numero de pessoas que você é obrigado a conviver, sonho bem nerd, diga-se.

Continue lendo “Um milhão e 7 bilhões”

Eu chego lá!

Minha querida esposa fica sempre perguntando ate quando eu vou ficar jogando esses jogos “violentos”, pelo vídeo mais 21 anos, no mínimo, e quando a coordenação não permitir mais passo para o MMORPG, mas ate la teclado e mouse serão coisas de museu? ou só uma atentiva de interface limitada. Encontro vocês no Bad Company 2, no DODs, TF2, L4Dead… Ou  em outros, me add no steam.