Transformado plástico em óleo combustível.

Transformas plástico em combustível poderia ser uma alternativa na situações de crise de abastecimento de combustível que vivemos recentemente e isto me fez lembra que já deveria ter falado deste assunto há mais tempo.

Produzir combustível de plástico é relativamente simples, se submete o plástico correto Polipropileno (PP), Polietileno (PE),  e Poliestireno (PS)  a uma temperatura de 400° em uma recipiente fechado e nesta temperatura ele se decomporem em hidrocarbonetos menores que evaporam. Estes hidrocarbonetos após resfriados se condensam em uma forma de  óleo combustível  que pode ser refinado para gasolina, diesel e querosene em um processo posterior.

Plástico

Polipropileno
Polipropileno PP
Polietileno
Polietileno PE
Poliestireno
Poliestireno PS

 

 

 

 

 

O tipo de combustível gerado depende também do plástico usado no processo, para produzir óleo combustíveis se usa PP e PE.  O Plástico Poliestireno(PS) só faz óleo combustível para caldeiras e incineradores ou para o próprio processo de conversão.  Fazer o óleo combustível até não é difícil. Mas este precisaria ser refinado por outra maquina uma mini refinaria, testado e aprovado para poder ir para o tanque  de combustível e ao mesmo tempo atender toda a legislação ambiental, de armazenamento, de comercialização da ANP. Pagar todos os impostor e taxas e… Pensando bem  é mais viável  em um futuro pós-apocalíptico como como Mad Max.

Se você estiver 450.000 dólares sobrando e quiser começar a produzir combustível em sua propriedade pode entrar em contato com a Blest. No Japão e encomendar sua NGV-1000,  capaz e produzir 1000 litros de óleo combustível por dia.

Rendimento

Segundo o contato que tive com o fabricante da NGV-1000 um quilo de plástico produz aproximadamente um litro de óleo combustível

NGV-1000 pdf 1    NVG- 1000 Pdf 2

NVG-200  pdf 1      NVG-200 pdf 2

O reaproveitamento de plástico para uso como combustível poderia servir como uma forma de baratear o transporte publico e em locais em que a demanda por energia seja maior que o reaproveitamento ou reciclagem do plástico. Por exemplo em uma ilha em que as fontes de energia são limitadas assim como o espaço para tratar o lixo. Este  processo já esta sendo utilizado em uma ilha no pacifico, Palau, para resolver a crescente quantidade de lixo plástico trazida  pelos turistas.

Também poderia ser utilizado em um navio autônomo recolhendo os plásticos que estão tomando conta dos oceanos. ao meu ver a alternativa mais ecologicamente correta.

Produzir combustível de plástico ou borracha não é uma coisa moderna. Alias eu e meu irmão já conseguimos fazer óleo de sandália havaiana em 1980 utilizando uma lata grande de Neston, Canos de cobre, fogueira, um condensador primitivo. Juntamente com as  informações  que aprendemos  em programas educativos da TV alemã Transtel  que passava na TV universitária de Pernambuco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *