What’s Up de outubro. 2013

Uma rápida passagem da nave Juno para ganhar velocidade para chegar em Júpiter, e um pouco sobre libração e a face visível da lua.

Infelizmente os fãs de Pink Floyd ficam tristes com isso: a lua não tem um dark side of the moon (lado permanentemente escuro) e sim oculto ficaria assim; the hidden side of the moon, e menos de 50% como se pode imaginar, tudo por causa da libação, Ficou curioso? Assista e saiba mais, legendas minhas e produção da NASA

Libracao lunar

Alias o site da NASA estava fora do ar por falta de repasse de verba, com certeza uma forma de protesto aos cortes que ela vem sofrendo ao longo dos últimos anos.

 

“Due to the lapse in federal government funding, this website is not available.
We sincerely regret this inconvenience.
For information about available government services, visit USA.gov.

 

 

 

Juno sobrevoa a terra, Internacional Observe the Moon Night e como ver outro lado da lua.

Olá e bem-vindos. Eu sou Jane Houston Jones do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, Califórnia.

Em 9 de outubro em 3:21 PM EST , ou 16:21 GMT,

Nave espacial Juno da NASA passara em um voo rasante proximo a Terra.

Na aproximação, Juno chegara até 347 milhas ou 559 quilômetros da superfície de nosso planeta.

Este sobrevôo irá fornecer um puxão gravitacional e ajudar a espaçonave, permitindo que ela chegue a velocidade extra que precisa a fim de chegar ao seu destino: o gigante planeta Júpiter.

12 de outubro é o International Observe the Moon Night, e a lua será visível antes de anoitecer.

É uma noite dedicada a incentivar as pessoas a olhar para o céu e tomar conhecimento de nosso vizinho mais próximo .

Como a Lua se põe no oeste à meia-noite, Júpiter está apenas nascendo no leste .

No dia 25 você encontrará Júpiter acima da lua.

A maioria das pessoas acha que vemos os mesmos 50% da superfície da lua a cada mês.

Mas uma oscilação suave da lua no céu da Terra nos permite espreitar

um adicional de 9% da superfície da lua.

Esta oscilação, ou libração, nos permite ocasionalmente ver um pouco em torno do limite leste e oeste da lua e sobre os pólos, norte e sul .

Esse fenômeno torna-se evidente quando vê “Mare Frigoris” ao norte e “Mare Crisium” no limite leste da Lua ao longo do tempo .

Um vislumbre do “Mare Orientale” do outro lado no limite ocidental perto do primeiro dia do mês .

É a cratera de impacto mais jovem na lua.

“Mare Marginis”, “Smithii” e “Australe” são visíveis depois do anoitecer no dia 11 até o dia 13 .

Tente localizá-los através de telescópio de qualquer tamanho durante o International Observe the Moon Night.

Você pode ler sobre todas as missões da NASA, incluindo missões lunares e Juno, em www.NASA.gov

Isso é tudo para este mês. Eu sou Jane Houston Jones.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *