Culinaria Espacial

O cientista em alimentos Vickie Kloeris e a astronauta Sandy Magnus, em sua estadia na estação espacial durante a época de festas no final de 2008 fala um pouco sobre como é cozinhar no espaço.

Devido as limitações de espaço, energia e a falta de gravidade ou micro-gravidade, inviabiliza o uso da maior parte das comidas que utilizamos aqui, presos a gravidade terrestre. Sem contar que todos os alimentos devem ter o menor volume e peso possível, alem do que possa ser conservados por um longo período sem refrigeração, porque não existem refrigeradores abordo!(ou quando tem de capacidade muito limitadas) Só para exemplificar, não se pode usar nenhum tempero em pó como o sal ou pimenta, eles devem estar na forma liquida para evitar partículas flutuantes que podem danificar filtros, equipamentos ou causar desconforto indo parar nos olhos ou nariz, acho que quando os japoneses inventarão o shoyo eles já estavam prevendo alguma coisa. Em sua a maioria os alimentos são desidratados e condicionados em sacos plásticos para uso individual e que devem ser re-hidratados com agua. Como você observou a ultima preocupação é com o sabor e a aparência, e já que a nossa tecnologia atual inviabiliza o disk pizza e os sintetizador de alimentos da Enterprise.


Ao fundo catchup mostarda, spaceballs, e barrinha de cereal

Quem fica muito tempo confinado por longos períodos como na estação espacial, tenta utilizar a sua criatividade com o que tem a mão, foi o que fez a astronauta Sandy Magnus, que envia um pequeno relato de suas experiências em culinária em gravidade zero com a comida espacial, e ate com uma comida fresca que veio na nave de suprimentos Progress, como cebolas, alho e óleo de oliva, para melhorar os pratos já prontos e desidratados, em diversas ocasiões especiais, como natal ,ano novo e o natal Russo. Cozinhado em sacos plásticos dentro de um minúsculo forninho Russo. Infelizmente o texto em Flash e não permite tradução automática, uma boa oportunidade de testar seu inglês, aqui, mais++


A comida não é la essas coisas, mas a vista de la é espetacular.

Via Nasa newsletter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *