Cadê as estrelas?

Foi o tempo em que era possível ver a via láctea e as estrelas no céu das grandes metrópoles, lembro que consegui olhar ate a galáxia de Andrômeda de binóculo em recife, mais precisamente no bairro de boa viagem em 1980. Imagine se é possível fazer o mesmo atualmente ! Aqui em Florianópolis que é uma cidade pequena só é possível enxergar as estrelas de grande magnetude.

Comparação do céu das montahas de Alborz no norte do Irã e a foto do céu de Teerã 65km de distancia da imagem de cima

foto de Babak A. Tafreshi

Isto é o que se chama de poluição luminosa que priva 2/3 da população americana e de 1/5 da população mundial de deslumbrar a nossa maravilhosa galáxia e como constelações menores como as Pléyades. Neste ano que é o ano internacional de astronomia um crescente movimento para tentar reverter este desperdício de energia, segundo a International Dark-Sky Association ,baseado em imagens de satélites, são desperdiçados minhoes de dolares em iluninação que sao emitidos para o espaço, confundindo a migração de aves e prejudiacando o metabolismo de diversos animais, incluisive o homenm. Cidades como NY adotaram medidas de controle  de iluninação dos  farois de carros e iluninaçao controlada por  sensores de movimento juntamente com novas tecnologgias de iluninação por Led e o combate nos centros urbanos.

Se Galileu dependesse do céu das cidades de hoje ele com certeza teria usado aluneta para outros fins.

Via polular science

Mais.

http://www.twanight.org/newTWAN/index.asp

http://www.astronomy2009.org/globalprojects/cornerstones/darkskiesawareness/

 http://www.springerlink.com/content/k7611752p3631w53/

http://www.esajournals.org/doi/abs/10.1890/1540-9295(2004)002%5B0191%3AELP%5D2.0.CO%3B2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *